Sol de inverno e cuidados para a pele

cuidados para a pele

Sol de inverno e cuidados para a pele

No verão, a preocupação com o protetor solar é constante (ainda bem!). Mas, quando chega o inverno, muita gente “esquece” o produto no armário.

Engana-se quem pensa que os cuidados para a pele podem ser menores nas outras estações. O Brasil, por ser um país situado entre os trópicos, tem uma incidência de raios UV muito similar entre as estações.

Em outras palavras, se achamos que o sol não está tão presente por causa dos dias nublados e das nuvens, estamos arriscando seriamente a saúde da pele.

Os raios UV, por exemplo, são responsáveis por sinais de pele tais como melasma, queimaduras ou câncer de pele – além de, claro, envelhecimento precoce. Pode parecer absurdo, mas o sol é responsável por 80% dos sinais de envelhecimento. Desse modo, já fica claro que é imprescindível o uso do protetor solar, correto?

Pensando nisso, listamos alguns cuidados com a pele durante o inverno. Através deles você pode evitar doenças, ressecamento ou outras consequências tão inconvenientes quanto.

Cuidados para a pele no inverno

Como já foi dito, a exposição excessiva ao sol, mesmo no inverno, pode gerar várias reações prejudiciais à pele. Isso porque os raios UV são constantes em todas as estações.

Diante disso…

Utilize protetor solar

Se os raios UV agem por todo o ano, o sol pode ser agressivo à pele em qualquer estação. Além disso, estes são de difícil bloqueio, porque “ultrapassam” alguns tipos roupas e vidros.

É por isso que o uso de protetor solar não deve ser suspenso durante o inverno. Ele cria uma barreira capaz de proteger a pele, caso seja passado na pele todos os dias – e retocado a cada duas horas. O recomendável é que seu fator de proteção solar (FPS) seja de, pelo menos, 30.

Também recomendo o uso de roupas de algodão sempre que possível, já que elas conseguem bloquear 90% dos raios ultravioleta.

Evite banhos quentes (e use hidratante)

Durante o inverno, os banhos quentes são muito mais comuns. Além disso, com o friozinho do lado de fora, é tentador passar mais tempo debaixo do chuveiro. Entretanto, esses são fatores que podem contribuir com o ressecamento da pele.

O clima nas estações mais frias e secas faz com percamos mais água através da pele, deixando-a seca e desidratada. É por isso que “descamamos” muito mais no outono e no inverno: nessa situação, a pele sofre mais com as lesões do sol, uma vez que apresenta menor capacidade de se defender.

O banho quente e demorado agrava tal situação porque remove o manto lipídico, camada natural da pele que faz com que tenha água dentro das células, evitando a desidratação. Sem esse manto estamos mais vulneráveis a desenvolver alergias e doenças, como a dermatite atópica.

Portanto, para evitar o ressecamento e certas doenças, evite banhos demorados e priorize a água morna (já que a fria, no inverno, seria pedir demais). Também utilize hidratantes depois do banho, principalmente em áreas que ficam mais ressecadas ou expostas ao sol.

Mantenha uma alimentação adequada

Já sabemos que o consumo de legumes e frutas fornece vitaminas e minerais ao corpo, mantendo-o saudável. Sendo assim, para manter a pele bem cuidada e protegida, mesmo no sol de inverno, é preciso garantir a proteção também durante as refeições.

Muitos alimentos ajudam a manter a saúde da pele, como castanhas e nozes, que possuem vitamina E e antioxidantes.

Diante dos problemas de hidratação no inverno, a ingestão de líquido também é essencial. Uma vez hidratado, seu corpo pode apresentar mais maciez.

 

Vale lembrar que, embora tais cuidados sejam super recomendados para manter os cuidados com a pele, eles não substituem o tratamento estético. Via de regra, se complementam.

Então, caso a sua ideia seja apostar na pele saudável em todas as frentes, conte comigo. Entre em contatopara tirar dúvidas pontuais ou marcar uma consulta para avaliação de caso.