Vitiligo: qual o tratamento indicado?

vitiligo

Vitiligo: qual o tratamento indicado?

O vitiligo é uma condição autoimune em que a pele apresenta manchas brancas, podendo acometer várias partes do corpo. Seu aparecimento se dá quando os melanócitos – células responsáveis pela produção de melanina – são atacados, por algum motivo, pelo sistema de defesa do organismo.

Sem a presença do pigmento, a cor da pele muda, os pêlos começam a nascer brancos e a região fica mais sensível à exposição solar.

Por mais que o vitiligo não afete diretamente a saúde física, e nem seja transmissível, ainda existem muitos tabus que o cercam. Por esse motivo, é importante entender o que é o vitiligo e suas formas e tratamento.
Vitiligo em detalhes

O vitiligo é uma doença cutânea que causa a perda da pigmentação da pele em alguns lugares do corpo. As causas dessa condição variam muito e vão desde a predisposição genética até fatores externos que contribuem com o aparecimento das manchas brancas.

O vitiligo pode se manifestar em qualquer parte do corpo – incluindo os cabelos, olhos e interior da boca. Diferente do que muita gente pensa, a condição não é contagiosa e nem apresenta riscos. A maioria das pessoas que têm vitiligo são assintomáticas, ainda que alguns pacientes relatem sensibilidade ou coceira no local das manchas.

Existe tratamento para vitiligo?

O vitiligo não é uma doença contagiosa e nem traz riscos à saúde de quem o apresenta. Todavia, suas consequências psicossociais devem motivar o tratamento, já que as manchas podem afetar a autoestima do paciente.

Para evitar que isso aconteça, existem tratamentos que podem controlar e até desacelerar o aparecimento das manchas pelo corpo. Porém, o procedimento depende das características das manchas, extensão e localização das lesões.

A fototerapia é uma das modalidades de tratamento para vitiligo. A terapia consiste na utilização de luzes especiais para estimular a repigmentação da pele, diminuindo as manchas brancas.

Existem diversos medicamentos tópicos e orais que podem ajudar a controlar a condição. Se indicados corretamente, eles podem até promover a restauração da cor natural da pele.

Vale sempre lembrar que o vitiligo é uma doença autoimune e não contagiosa – e que qualquer preconceito acerca da condição não passa de ignorância e insensibilidade.

Caso você perceba o aparecimento das manchas brancas na sua pele, não hesite em marcar uma consulta dermatológica. Com a ajuda de um especialista fica mais fácil identificar o tratamento ideal.

Para agendar uma consulta, entre em contato comigo.