Procedimentos estéticos “estragam” tatuagem?

procedimento estético e tatuagem

Procedimentos estéticos “estragam” tatuagem?

Fazer tatuagem é algo cada vez mais popular entre jovens, adultos e até mesmo idosos. Apesar dessa popularidade, as pessoas às vezes se esquecem dos cuidados necessários para manter a pele e o desenho saudáveis.

As tatuagens são feitas a partir da aplicação de tintas próprias para esse procedimento na derme, que é a camada logo abaixo da epiderme. Caso a execução da arte seja feita de forma errada, a remoção da tatuagem seria a solução. Contudo, a remoção não é fácil, e não pode ser considerada como resultado potencial.

Para reduzir os riscos e complicações da nova tatuagem, alguns cuidados são necessários. Dentre eles, podemos destacar a lavagem correta com sabonetes antissépticos, uso de pomadas e de protetor solar. Também é necessário evitar a doação de sangue e não frequentar lugares como piscinas e praias por, pelo menos, dois meses.

Além desses cuidados, é necessário atentar-se a procedimentos estéticos que ofereçam riscos de deformar as tatuagens. Alguns tipos de peeling, por exemplo, conseguem alterar as estruturas e acabam gerando a remoção involuntária.

Atenção aos procedimentos estéticos

A maioria dos procedimentos estéticos, como botox e preenchimento, pode ser feita em pessoas que possuem tatuagens. Apesar de não oferecer nenhum risco ao desenho, eles devem sempre ser realizados por um profissional capacitado.

Porém, o paciente deve ficar muito atento na hora de realizar peeling. Os produtos utilizados neste tratamento “queimam” as camadas superiores da pele, formando, assim, uma nova camada. Quando usada com frequência, a substância pode gerar danos às tatuagens.

Dentre os produtos que são aplicados nos peelings, e que podem danificar o desenho, podemos citar o ácido tricloroacético e o ácido fenol.

O ácido tricloroacético (ATA) é uma substância extremamente ágil, que proporciona a descamação de diferentes camadas da pele. Assim, as camadas que são removidas pelo ácido encontram o local da tatuagem e destroem seus pigmentos, resultando no desaparecimento gradativo do desenho.

Já o Fenol é um ácido poderoso, utilizado nos peelings químicos, e pode remover suas tatuagens. Os tratamentos que utilizam esse ácido tendem a ser mais doloridos, visto que, em sua primeira aplicação, o ácido alcança camadas mais profundas da pele.

Dependendo do tipo ácido, a aplicação pode apresentar consequências nas tatuagens, como inchaço, infecções, cicatrizes, despigmentação e até mesmo o clareamento permanente da pele.

 

E para quem quer remover a tatuagem?

Caso o desejo seja de remover a tatuagem, a melhor opção é eliminá-la com laser. O tratamento para essa finalidade varia entre 4 e 10 sessões, dependendo da recomendação médica. Na maioria dos casos é possível fazer a remoção completa do desenho.  

O laser é, portanto, o método mais seguro e eficiente para apagar uma tatuagem.

No fim das contas, a recomendação é sempre buscar uma orientação profissional na hora de realizar qualquer tratamento estético, seja em peles desenhadas ou não.

 

Quer saber mais sobre procedimentos que podem afetar ou não suas tatuagens? Vamos bater um papo! Agende sua consulta ou deixe sua pergunta nos comentários, que respondo assim que possível!