Marque sua consulta

    Dezembro laranja: cuidados com a saúde da pele

    No momento em que escrevo esse texto está chovendo em Belo Horizonte, mas não se engane: está quente como pede um verão tropical. Dezembro é considerado um dos meses mais quentes de todo o ano e sempre acende um alerta para os cuidados com a pele. É o início do verão – e, no Brasil, temos dias longos e de intenso calor pela frente.

    Por conta disso, é natural andar pelas ruas com a pele mais exposta, como forma de aliviar o corpo das altas temperaturas. Mas é justamente nessa época do ano que os raios ultravioletas do sol têm maior incidência, causando queimaduras e o tão temido câncer de pele.

    Estão aqui duas coisas que ninguém quer fazendo parte de seu #projetoverão, certo?

    Por que é importante cuidar da pele?

    A pele é o maior órgão do corpo humano e tem a função de protegê-lo contra agressões externas, como fungos, bactérias, produtos químicos e até mesmo do sol. Mas, para que ela exerça corretamente suas funcionalidades, precisa estar bem cuidada.

    Com a chegada do verão, não tem jeito: praia, piscina e cachoeira são apenas algumas das muitas opções que temos para nos refrescar, e não abrimos mão delas. O que não podemos deixar em casa, nesses passeios, é o protetor solar. 

    É com essa preocupação que a Sociedade Brasileira de Dermatologia promove todos os anos o Dezembro Laranja, campanha que reforça o cuidados contra o câncer de pele.

    Embora muita gente saiba da importância do uso diário de filtro solar e outras formas de proteção, como chapéu, óculos de sol e até mesmo roupas com fator de proteção, nem todos se resguardam no momento em que ficam expostos ao sol.

    Prova disso são os números de ocorrência de câncer de pele, que ainda continuam altos. De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), o tumor do tipo não melanoma é mais frequente no Brasil, correspondendo a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Ele apresenta alto percentual de cura, desde que seja diagnosticado e tratado precocemente. 

    Geralmente, o não melanoma é mais comum em pessoas com mais de 40 anos, sendo mais raro em crianças e negros. No entanto, a alta exposição aos raios solares vem ampliando o público que recebe esse diagnóstico. O recorte tem crescido especialmente entre os mais jovens.

    Como saber se tenho câncer de pele?

    Apenas uma avaliação clínica e exames laboratoriais (biópsia) podem afirmar com certeza se aquela pinta que você julga estranha é câncer de pele ou não. No entanto, o paciente tem papel importante no diagnóstico da doença, pois é ele quem conhece seu corpo melhor que ninguém.

    Por isso, observe mudanças expressivas na pele, como:

    • Surgimento de verrugas e pintas;
    • Manchas que coçam, descamam ou sangram;
    • Sinais ou pintas que mudam de tamanho, textura e coloração;
    • Feridas que não cicatrizam.

    É claro que nem todo sinal vai ser indicação de câncer, mas é melhor pecar pelo excesso e procurar o médico assim que alguma dessas modificações for notada. 

    Prevenção: a melhor arma para combater o câncer de pele

    Depois que a doença é diagnosticada, o dermatologista, junto ao oncologista, pode dar seguimento ao tratamento adequado. Ele pode envolver cirurgia, radioterapia e quimioterapia. 

    Vale ressaltar, porém, que é possível evitar o seu surgimento, em primeiro lugar, com ações diárias simples e preventivas. Veja alguns cuidados indispensáveis para evitar um quadro de câncer de pele:

    • Não se exponha ao sol no horário entre 10h e 16h;
    • Ao sair, busque lugares com mais sombra, evitando se expor diretamente aos raios solares;
    • Utilize acessórios que protejam o corpo, como óculos, chapéu, boné, viseira, guarda-sol e sombrinha;
    • E por último e não menos importante, use filtro solar diariamente. Ele deve ser aplicado a cada duas horas, ter no mínimo FPS 30 e ser utilizado mesmo em dias nublados.

    Atitudes preventivas podem salvar vidas, assim como a visita periódica a um médico especialista.

    A orientação do dermatologista é de grande importância para que o paciente tenha o tratamento adequado, além da indicação correta do protetor solar e outros procedimentos que ajudam a eliminar manchas e cicatrizes provocadas pelo sol.

    Não deixe que manchas, melasma e até mesmo o câncer de pele façam parte dos seus verões. A Clínica Lucas Miranda está à sua disposição para tirar dúvidas, realizar procedimentos e prescrever os mais diversos tratamentos. Entre em contato com a gente e marque sua consulta!

    ©2021 Lucas Miranda. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Acesso Marketing e 909 Web Studio.

    Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar nossa publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar a navegação em nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade.