Coronavírus: a importância de lavar as mãos

coronavírus lavar as mãos

Coronavírus: a importância de lavar as mãos

Diante do cenário atual, em que a COVID-19 foi declarada situação de pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), lavar as mãos é ação fundamental para prevenir a transmissão dessa forma de coronavírus.

Lavar as mãos, conforme apontado por dados de pesquisas, reduz em mais de 40% as chances de contaminação por vírus. A própria OMS recomenda o ato como uma das principais – e mais eficazes indicações – em casos de endemias e pandemias.

Portanto, todos devem redobrar a atenção à higiene das mãos nesse cenário, fazendo da lavagem das mãos um hábito contra a proliferação do vírus. Mas, atenção: não é lavar a mão por cinco segundos e achar que já está bom! É importante saber a maneira certa de lavar as mãos e, principalmente, quais produtos realmente são mais apropriados para utilizar.

Sabonetes indicados para assepsia das mãos

Em meio a tantas informações, a dúvida também surge. Será, por exemplo, que só o álcool em gel funciona? Ou se o sabonete de tal marca é eficaz? Nesse meio, o mais comum é surgir o equívoco de que sabonetes antissépticos são a melhor opção.

Esses sabonetes possuem algumas substâncias bactericidas, ou seja, que controlam a procriação de bactérias. Entretanto, são completamente ineficazes aos vírus, pois não matam as partículas virais.

Além disso, o uso desse tipo de produto de modo prolongado pode causar a seleção de bactérias resistentes gerando maiores males no futuro. Nos EUA, por exemplo, esse produto já foi, inclusive, proibido.

Dessa forma, os sabonetes mais indicados nesse momento são mesmo os sabonetes comuns. Estes são suficientes para remover o possível grupo de vírus existente, também chamado de microbiota transitória, e, por fim, alcançar a descontaminação.

Vale lembrar: quem lava as mãos direitinho não precisa passar álcool em gel logo em seguida.

Qual o jeito certo de lavar as mãos?

Ao lavar as mãos é preciso garantir a limpeza completa. Para isso, comece molhando bem as mãos. Em seguida, aplique o sabonete comum espalhando pela palma e pelo dorso, isto é, na parte de dentro e de fora.

Também é imprescindível lavar entre os dedos, dedicando alguns segundos à esfregação de todas as partes, na palma e no dorso das mãos. Para facilitar, pode ser feita uma espécie de conchinha com as duas mãos, esfregando as pontas dos dedos nas palmas e limpando, também, as unhas.

Lembre-se de também lavar o polegar e os punhos. Ao enxaguar em água corrente, dê preferência à posição de cima para baixo, das pontas dos dedos para parte de baixo. Depois de lavar bem, evite fechar a torneira com as próprias mãos. Para isso, você pode utilizar os cotovelos ou uma toalha de papel para cobrir a superfície de metal.

Quando lavar as mãos?

No momento atual, a recomendação é que se lave as mãos sempre que possível, deixando de recorrer somente ao álcool em gel.

Sendo assim, atente-se principalmente para sempre lavar as mãos antes e depois de preparar alimentos, antes de comer e depois de usar o banheiro ou entrar em contato com objetos que possam estar contaminados. Além disso, lave-as também antes e depois de entrar em contato com as pessoas, doentes ou não, uma vez que o vírus pode ser assintomático em muitos casos.

Para mais, é importante que higienize os objetos que são muito utilizados, como computador, celular e chaves de carro, e também evite tocar a boca, os olhos e o nariz caso as mãos não estejam limpas.

Por fim, para se prevenir, além de lavar as mãos sempre que possível, atente-se a todas as recomendações dos médicos, incluindo o isolamento social. Colabore com a contenção do COVID-19. Quanto antes conseguirmos achatar a curva de contaminação, antes teremos a chance de voltarmos à rotina normal.