5 coisas que você precisa saber sobre preenchimento labial

preenchimento labial

5 coisas que você precisa saber sobre preenchimento labial

Lábios macios, bem cuidados e definidos são sinônimos de beleza e sensualidade, além de ser o sonho de muita gente. Não por acaso, o preenchimento labial é um dos procedimentos estéticos mais realizados pelas mulheres. Afinal, uma boca carnuda e marcante tem o seu lugar.

A evolução da medicina estética tem permitido realizar procedimentos de forma mais segura e eficiente. É o caso do preenchimento labial, uma técnica minimamente invasiva que delineia o contorno dos lábios, aumenta o volume ou os projeta.

O processo é muito utilizado para eliminar rugas ao redor dos lábios, algo que ocorre com a transformação da pele durante o envelhecimento do organismo.

Mesmo que seja uma técnica bastante difundida na mídia, muitas pessoas sentem-se inseguras ao buscar o procedimento por desconhecerem alguns pontos importantes.

Para esclarecer sobre o assunto, separamos 5 coisas que você precisa saber sobre preenchimento labial.

1 – Técnica não cirúrgica

Por ser uma técnica minimamente invasiva, o procedimento é realizado na própria clínica e sem necessidade de internação e paralisação das atividades. O profissional vai utilizar uma agulha ou cânula com ácido hialurônico, e injetar na região labial para fazer o preenchimento.

O tratamento estético é indicado para aumentar o volume labial, combater sinais de envelhecimento, além de atuar em patologias orais – pacientes que perdem volume na projeção dos lábios devido procedimento dentário.

2 – Utiliza as proporções faciais

No entanto, para que o resultado fique esteticamente satisfatório, a técnica deve ser realizada com base no conhecimento das proporções faciais ideais, sempre respeitando, claro, os traços individuais de cada paciente.

Isso quer dizer que o profissional irá estudar a sua anatomia da região labial para definir a melhor técnica e volume para que não haja exageros.

O essencial no procedimento é garantir a harmonização da face como um todo. Para um efeito natural, o lábio inferior precisa ser um pouco maior que o superior, o arco do cupido deve ficar evidente e haver simetria entre o lado direito e esquerdo da boca.

3 – Tratamento contraindicado para alguns pacientes

O tratamento é bem tolerado, causando um pouco inchaço no local. No entanto, o preenchimento é contraindicado em caso de alergia a qualquer um dos componentes do produto.

Além disso, a aplicação não pode ser realizada em casos de doenças autoimunes, feridas ou herpes labial, câncer, gravidez, pneumonia ou outras infecções.

4 – Cuidados pós-procedimento

Por mais que o processo seja tranquilo e com baixo risco ao paciente são recomendados alguns cuidados após o preenchimento labial, como não tocar, manipular ou massagear a área tratada, não fazer esforço físico, evitar exposição à luz solar, não usar maquiagem e não aplicar cremes e pomadas.

5 – Quem pode realizar o procedimento de preenchimento labial

Por ser um procedimento estético que pode afetar nervos e artérias, o ideal é procurar profissionais da área médica para realizá-lo. Ele deve ter senso estético apurado e saber analisar as suas necessidades.

Antes de fazer o preenchimento labial, procure um dermatologista de confiança que vai avaliar caso a caso e determinar como a área deve ser trabalhada.

 

A Clínica Lucas Miranda está à disposição para te atender. A nossa prioridade é restabelecer a autoestima dos nossos pacientes através do equilíbrio saudável da pele.

Entre em contato com a gente e marque sua consulta.